Tratamento

Palmilhas Posturais

Podoposturologia é uma abordagem que investiga a influência dos pés sobre a postura corporal, equilíbrio e outras disfunções do organismo. O tratamento de Podoposturologia inicia-se com anamnese (o paciente relata queixas e histórico), avaliação postural, exame físico com testes específicos para identificar assimetrias e disfunções, realização de Baropodometria (Estática, Dinâmica e Establiometria), prescrição e confecção de palmilhas posturais caso cliente tenha indicação de uso e acompanhamento periódicos para verificar evolução e ganhos.
A BAROPODOMETRIA é realizada por meio de plataforma específica composta por sensores e interligada ao computador onde ficam armazenados dados do exame. Baropodometria estática avalia distribuição de carga nos pés e percentual de pressão na região plantar e analisa tipo de pé (pé normal, plano ou cavo)

SAIBA MAIS - Classificação dos tipos de pés ocorre através da análise do arco longitudinal sendo: - pé normal: arco plantar longitudinal medial está formado promovendo elevação na região intermediária, apresentando ação de suporte e absorção de impactos durante a marcha mais eficientes. - pé plano ou chato: apresenta redução do arco longitudinal medial devido falta de sustentação de músculos e ligamentos gerando maior gasto energético desperdício de energia; - pé cavo: o arco longitudinal medial é excessiva ou anormalmente alto e fáscia plantar apresenta-se contraída gerando um aumento na curvatura plantar do pé.

Establiometria verifica as oscilações corporais na postura ortostática, considerando-se que quando corpo encontra-se em maior equilíbrio menor incidência de oscilações sobre os pés e consequentemente menor é a tensão muscular, fadiga e gasto energético. Baropodometria Dinâmica ou Exame da Pisada identifica regiões de pressão plantar durante marcha, permitindo classificação sobre tipo de pisada (Pisada neutra, pronada ou supinada)

SAIBA MAIS - Pisada Neutra: Nesta classificação indivíduo apresenta nível equilibrado e eficiente entre pronação e supinação do pé durante fase de apoio o que garante absorção de choque mais adequada e menor risco de lesão.
- Pisada Pronada: normalmente está associada a pés planos apresentando movimento de pronação e consequente rotação interna excessiva do pé e do tornozelo. Ocorre desperdício de energia neste tipo de pisada e maior probabilidade de lesão devido desalinhamentos é maior tensão sobre estruturas.
- Pisada Supinada: pode estar relacionada a indivíduos que apresentam pés cavos,observando-se se maior descarga de peso no região externa do pé durante fase de apoio da marcha devido movimento de supinação do pé. Este tipo de pisada também pode favorecer ocorrência de lesões devido maior sobrecarga nas estruturas.

O uso de palmilhas posturais pode estar indicada como tratamento para seguintes alterações: escoliose; diferença de comprimento de membros inferiores; joelhos valgos e varos e pés pronados ou supinados, hiperlordose lombar, disfunções da articulação temporomandibular . Também auxilia no tratamento de osteoartroses, hérnia de disco, esporão de calcâneo, fascite plantar, neuroma de Morton entre outros, podendo ser indicada para populações diversas como crianças, adultos, praticantes de corrida e idosos e preferencialmente associada a outros tratamentos fisioterapêuticos (Reeducação Postural Global, Pilates, Osteopatia e outras terapias manuais), tratamento ortodôntico e ortóptico. As Palmilhas posturais são constituídas de peças podais e tem objetivo diminuir ou corrigir os desequilíbrios tônicos, gerando redução das assimetrias e melhorando a distribuição do peso sobre os pés. As peças podais estimulam os neurorreceptores presentes na região plantar promovendo reprogramação na estratégia postural, favorecendo bom funcionamento dos sistemas musculoesquelético, articular e postural e equilibrando as tensões entre as cadeias musculares.